Imagem

Você confia em uma pessoa que mente?

Durante esta semana um tema está recorrente no meu pensamento: a mentira. O fato é que chegaram ao meu consultório duas pessoas, um homem e uma mulher, lamentando as mentiras que seus parceiros contam.  Bem, cada caso foi amplamente discutido e chegamos a conclusão de que a mentira pode minar a confiabilidade em um relacionamento.

Você confia em uma pessoa que mente?

Muita gente diz que para vivermos em sociedade é necessário mentir. É evidente que verdade e mentira estão mesmo inseridas na nossa rotina. Entretanto como conviver com a “nem sempre verdadeira” necessidade de mentir?

Como diz Flávio Gikovate:  “mentir é algo deliberado e intencional de dizer uma coisa quando a pessoa sabe perfeitamente que o que aconteceu foi outra coisa. Obviamente que ao vermos que a pessoa que mente faz isso com certa frieza, com cara de pau, ficamos desconfiados mesmos. Todo processo de desconfiança é porque as pessoas não são confiáveis quando mentem”.

Para resumir, quando estamos ligados emocionalmente a alguém é sempre melhor que fiquemos alertas aos mínimos detalhes e que até exageremos do que fazer o oposto, fazer vistas grossas e deixar barato coisas que na realidade podem ter um significado relevante.

Evidente que a mentira, indica alguma característica da personalidade da pessoa e é óbvio que esta conduta só pode subtrair a confiabilidade. No fundo, como ressalta Gikovate, significa que esse alguém tem uma cara de pau de fingir que não conhece a realidade do que fez e pode agir assim em muitas situações.

Aquele que deseja manter a confiabilidade de seu parceiro e não só de seu parceiro sentimental, como sócios, outros amigos, tem na mentira um grande inimigo.

Como afirma a psicóloga e terapeuta sexual Iara Jukemura, do Núcleo de Psicoterapia Cognitiva de São Paulo, não existe mentira positiva. Todas são negativas e têm poder suficiente para acabar com qualquer relacionamento, já que a base mais sólida das relações humanas é a confiança.

Veja o que a mentira pode causar:

•  Decepção: pela constatação de o parceiro não era exatamente quem a gente pensava que fosse.

•  Sentimento de fracasso: pelo erro de avaliação e de ter se apaixonado por alguém que não é confiável.

•  Desconfiança: é impossível permanecer em um relacionamento se a capacidade de continuar apostando na relação foi destruída pela mentira.

• Ressentimento: sentir-se desconsiderado, desrespeitado e traído provoca mágoa e raiva. O ressentimento é diretamente proporcional à expectativa que se tinha sobre o parceiro.

•  Desrespeito: o parceiro enganado, insconscientemente, se vinga do mentiroso e o clima entre o casal pode tornar-se hostil e perigoso.

•  Desinteresse: ao ser enganado, o parceiro interrompe o afeto que era dirigido ao outro. Passa a ver o mentiroso como alguém a ser evitado.

•  Ruptura: o amor não resiste. Mesmo que o sexo seja maravilhoso, também passa a ser questionado como possível encenação.

Autor: Natthalia Paccola

Compartilhar

7 thoughts on “Você confia em uma pessoa que mente?

  1. Maris Stela (Usquert Groningen) says:

    Nathalia, que legal o seu texto. Como lhe escrevi em seu facebook, a grande “vantagem” da mentira é comprometer a confiabilidade de quem mente e o dar-se a conhecer como mentiroso ou mentirosa. Beijo, Maris

  2. vera maria marques says:

    infelizmente vivo com uma pessoa que a vida é uma mentira, mas, ainda não consegui me desvencilhar dele, pq. dependo financeiramente, e não tenho idade e nem saúde, pra ir á luta… é horrível!

  3. Elaine says:

    Aprendi que suportar várias mentiras tentando salvar um “amor” só destrói e adoece aquele que é enganado, enquanto isso o mentiroso “cresce”, sobrepõe ao outro, intimidando-o e destruindo cada dia mais. Nunca devemos aceitar as ” mentiras”, pois elas se repetem dia após dia e de formas variadas. Ao final, o amor passa longe de tudo isso. Quem ama não engana e quem é enganado sabe exatamente a dor.

    • Paty says:

      Confiava tanto no meu namorado, até descobrir uma mentira atrás da outra…nunca foram sobre traição e por isso fui perdoando…mas é uma luta constante agora para acreditar nele. . Não consigo acabar o relacionamento mas a desconfiança de possíveis traições mata me dia a dia. Sinto me uma ciumenta, uma obcecada. . . Eu nunca fui assim. . . Luto todos os dias para este sentimento se afastar de mim e o que custa mais é controlar para ele não se aperceber. . .Quem mente uma vez mente sempre, e quem mente numa situação mente em todas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *