Imagem

“O meio como produto do homem”

Seria fácil atribuir ao homem uma justificativa singular para as barbáries que pratica contra o seu semelhante: o meio em que vive.

Uma frase já apresentada por diversos pensadores: “o homem é produto do seu meio” e que hoje, no aniversário de um grande meste, foi lembrada, debatida e que a partir de então reflito.

Se o homem é de fato produto do ambiente em que está, quem formou esse ambiente? Outros homens, certo? Cada qual cultivando aquilo que se identificou, introjentando seus valores e passando por gerações. Desse modo, o próximo a fazer parte dessa comunidade já está afetado pela tal situação do “olho por olho, dente por dente”, “o mundo é dos espertos”, “a vingança vem a cavalo”.

Mas, se houver uma transformação íntima nesse homem e ele passar a refletir sobre o meio em que está inserido e mudar nele algumas ações, essa transformação será sentida por aqueles que estão em seu entorno. Uma mudança de hábito,  seja o sorriso no rosto do emburrado, o silêncio na ausência da agressão ou na palavra de otimismo ao invés de enfatizar o triste. . “Amar ao próximo como a si mesmo – não mais do que si mesmo”, “compreender ao invés de vingar”, “responder com amor para aquele que o ofende”.

Pequenos atos, ações pontuais, que tocam quem lhe rodeia sucessivamente e assim formando uma consequente cadeia de mudança. Sabemos que um bom exemplo gera comportamentos íntegros

Pense: seria então o homem capaz de mudar o ambiente em que vive? Você é capaz de fazer a sua parte nesse processo evolutivo?

De um em um, semeando com cuidado a harmonia, o amor, o bem querer. Está preparado para oferecer um meio melhor para se viver?

Autora: Natthalia Paccola

Compartilhar

4 thoughts on ““O meio como produto do homem”

  1. Marilda Romani says:

    Muito oportuno esse artigo, uma vez que Trump parece não acreditar nos alertas de que é preciso urgentemente mudar o comportamento humano em relação ao meio ambiente. Caso os principais países poluidores (USA, China) não tomarem medidas imediatas para preservação do meio ambiente, toda a humanidade pagará um alto preço, com mudanças climáticas dramáticas.

  2. Sylvio M.Reis says:

    Natthalia, bom dia.
    Sou um velho de 87 anos gosto muito de psicologia e faço dela a minha leitura predileta.Com a minha experiência de vida e com a vivência de leitura de artigos sobre psicologia,em especial pelos seus artigos,transmito aos meus netos e bisnetos todo esse saber.
    Obrigado.
    Seu sincero admirador.
    Sylvio Reis

    • nomax_nathaliapaccola says:

      É emocionada e com alegria que respondo sua mensagem. Obrigada pelas palavras, que seus netos e bisnetos sejam tão carinhosos quanto o senhor. Um forte abraço, Natthalia Paccola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *