Imagem

10 sinais que indicam que você se importa muito com o que os outros pensam

De uma maneira ou de outra, todos nos deixamos influenciar pelas opiniões dos outros. A aprovação social é importante e, em muitas ocasiões, nós a usamos como uma bússola para saber se estamos no caminho certo ou se confundimos nossos passos.

No entanto, quando nos preocupamos demais com o que os outros pensam, caímos no erro de viver através de suas opiniões e tomar decisões com base na aceitação ou rejeição, em vez de ser guiados por nossos desejos e necessidades. Portanto, é importante ficar de olho nos sinais que indicam que começamos a nos preocupar muito com o que os outros pensam.

Como reconhecer a dependência das opiniões dos outros?

1. Você conta mentiras ou se contradiz.

Se você mudar de ideia apenas para tentar se encaixar no grupo, é provável que se preocupe demais com o que os outros pensam e acredita que não aceitarão de bom grado suas visões e opiniões. Se você se encontra frequentemente mentindo, mudando de ideia ou fingindo, provavelmente está procurando aceitação social.

2. Você tem medo de dizer ‘não’.

Dizer “não” é um direito, você tem o direito de recusar quando pensa que alguém está ultrapassando os limites ou quando algo simplesmente não combina com você. Se você diz sim frequentemente quando gostaria de recusar, é provável que esteja se deixando condicionar demais pelos outros. De fato, desde que éramos pequenos, somos ensinados a ser complacentes, mas recusar não significa prejudicar ninguém, é simplesmente um direito.

3. Você pede desculpas mesmo que não seja o culpado.

Se você costuma se desculpar por coisas sobre as quais não tem responsabilidade ou controle, é provável que esteja assumindo uma falha que não lhe pertence. Desculpar-se é um sinal de inteligência e empatia, mas apenas quando realmente cometemos um erro e nos arrependemos.

4. Você se avalia pelos olhos dos outros.

Se praticamente toda vez que você faz alguma coisa, você se pergunta o que os outros vão pensar, você provavelmente tem um problema de auto-estima. Se os comentários de outras pessoas estão sempre circulando em sua mente, para lhe dizer o que você deve ou não fazer, você achará praticamente impossível saber o que realmente deseja.

5. Você muda seus planos para agradar aos outros.

Se você abandonar continuamente seus planos e ceder aos de outras pessoas, é provável que no fundo o medo da rejeição e da exclusão social fique oculto. É importante encontrar um equilíbrio, porque colocar continuamente as necessidades dos outros antes de você fará com que você se retire do fundo e opte por uma vida que não o satisfaça.

6. Seus estados emocionais flutuam dependendo do feedback que você recebe.

É normal que, quando outros nos elogiam, nos sentimos felizes, mas se você vive em uma autêntica montanha-russa emocional que depende das avaliações que os outros fazem de você, você terá um problema. É importante que você aprenda a não considerar os comentários ou críticas de outras pessoas como algo muito pessoal.

7. Você se preocupa em dizer a coisa certa na hora certa.

Você se preocupa demais com os sons emitidos, por isso se censura com frequência e quase nunca compartilha suas idéias e opiniões, com medo de que outras pessoas não concordem ou que você ofenda alguém.

8. Você tenta gostar de todos.

Com algumas pessoas nos conectamos imediatamente, com outras não. É impossível gostar de todos, por isso o desejo de causar uma boa impressão e de todos é simplesmente irreal e serve apenas para adicionar tensão desnecessária à sua vida. De fato, você pode correr o risco de se tornar um camaleão social, o que significa que perderá sua identidade.

9. Você fica obcecado com o que os outros pensam.

Preocupar-se com o que as outras pessoas estão pensando é diferente de buscar aprovação. Todos nós participamos desse jogo de mentes, mas se chegar um momento em que você ficar obcecado com o que os outros pensam de você, você terá um grande problema.

10. Você tem dificuldade em tomar decisões, mesmo as menores.

A indecisão é característica de pessoas que não são confiantes o suficiente, então tentam compensá-la com o perfeccionismo. Dessa maneira, o medo de estar errado pode levar você a pensar constantemente em tudo o que poderia dar errado e não conseguir se decidir.

Fonte: rinconpsicologia.com

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Natthalia Paccola. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Imagem: Adrienn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *