Imagem

Sanguessugas emocionais II

(por: Natthalia Paccola)

O homem nasceu para ser feliz. Para atingir esse estado de felicidade é preciso acreditar na capacidade que temos em transformar a nossa realidade, apesar de todas as dificuldades, temos que fazer dar certo.

Se você não tiver saúde mental, não tiver entusiasmo, não acreditar na sua capacidade, você será uma sanguessuga emocional, será aquilo que ninguém deseja ser: infeliz.

Você com certeza conhece uma pessoa que é sanguessuga. Imagine a conhecida cena do copo de água, metade dele cheio e metade vazio. Uma pessoa negativa somente consegue enxergar a parte negativa e se pergunta quem tomou metade da água do copo, ela não consegue ver a outra metade, que está cheia, que está a disposição. Essa pessoa só vê as desgraças: que tem muita gente morrendo, que tem muita gente sem teto, que há muitos homens infiéis. Ela não vê que todos os dias nascem pessoas, que todos os dias alguém consegue um novo trabalho.

O que acontece é que a sanguessuga consegue notar os defeitos de todos, aponta as imperfeições alheias com maestria, mas também atribui qualidades na sua própria personalidade que nenhuma outra pessoa consegue ter, por exemplo: é ela quem livra uma empresa dos desastres, quem consegue impulsionar a sua parceira sentimental, quem sabe temperar uma comida como nenhum outro seria capaz.  Mas será que ela é mesmo tudo o que diz ser?

Cuidado com esse tipo de pessoa que cria climas de desgraça: “queimaram todos os computadores” ou “você ficou todo molhado ao sair nessa chuva” e ainda exclamam: “ah… se não fosse eu…”. Essas são as sanguessugas. A vida é assim: computadores queimam, pessoas se molham com a chuva. E a vida continua, a vida é feita de atos contínuos, inesperados, acontecimentos fortuitos que as sanguessugas veem como grandes desastres.

Previna-se dessas pessoas, não se exponha aos riscos desses desastres mentais. “Fulana ta grávida”, “Fulano suicidou-se pois não aguentava mais a mãe”, “Sicrano está viciado em drogas”. Essa pessoa evidencia tanto o negativo, que quando você repara está sem energia, deixou que levassem todo o seu otimismo, o seu entusiasmo foi sugado e apenas sobrou em você o negativo que está pessoa deixou. Isso gera peso na sua vida, tira a energia que faz falta para você empreender, agir, criar.

Somos todos sugadores da energia alheia sempre que desenvolvemos sentimentos não construtivos e permanecemos neles. Retiramos energias vitais de harmonia de tudo e todos que estão ao nosso redor sempre que nos envolvemos em fofocas ou em pensamentos negativos.

Como se livrar das sanguessugas?

Tenha coragem! Enfrente! Elas não têm a mínima condescendência com você, sugam sua energia numa boa. Dê um basta.

Estabeleça um projeto em sua vida: livrar-se das pessoas sanguessugas. Analise friamente as pessoas. Essa que está na sua cabeça quando começou a ler esse texto. Pense em um modo de viver longe dela. Será que sentirá mesmo falta dessa pessoa?

Compartilhar

13 thoughts on “Sanguessugas emocionais II

  1. Elaine says:

    Amei essa matéria! Muito esclarecedora. Por favor responda essa dúvida.
    Namoro há 2 anos e pretendemos noivar e casar em 2015. Observo que és um sanguessuga, me sinto muito pesada, sobrecarregada, sem energia, quando estamos juntos. Mas mesmo assim o amo e a recíproca é verdadeira. Já separei, mas não aguentei de saudade e reatei o namoro. Obs.: já moramos juntos. O que fazer para ele não ser mais sanguessuga.
    Aguardo o retorno.
    Muito agradecida.
    Beijocas…

    • Sandra Miguel says:

      Querida Elaine. Morei 3 anos com um homem bipolar cujos pais são terríveis sanguessugas. Foi um inferno, pois os pais tinham uma microempresa Q faliu e ele teve q sustentá-los. O pior é Q eles não têm responsabilidade é sempre fazem M… e dívidas sem ter com o q pagar. Como meu ex é bipolar, ora ele chegava em casa como o herói e, justamente por isso perdeu dinheiro, apartamento e carro tentando salvar a empresa dos pais, ora ele era o zero à esquerda e não conseguia nada. Nesses 3 anos eu me anulei por completo pra cuidar dele e apoiar. Tive problemas de tireoide e engordei 15 kg. Sempre íamos a casa dos pais dele e eu voltava de lá esgotada. Parei de ir depois q um estelionatário q trabalhou pros pais dele fez escândalo na porta do prédio em q ele e eu morávamos. Os pais chegaram a perder um Prisma 2007 pra um agiota. Amava ele demais. Mas no dia 26 de dezembro, com a desculpa q o pai estava doente, ele foi dormir na casa dos pais. Voltou no dia seguinte dizendo q precisava D um tempo pra pensar nos q fazer da própria vida, q eu não estava atendendo às expectativas dele, q esperava mais de mim e q queria recuperar o q perdeu. Voltou 7 dias depois dizendo q ia morar no ap do filho de um amigo dos pais. Como amo tinha como bancar aluguei sozinha voltei pra casa do meu pai e ele levou tudo q construímos nos 3 anos par casa dos pais. 20 dias depois ele publicou no face q estava em relacionamento sério com uma aluna dele do cursinho. Eles só esperaram sair o resultado da fuvest pra anunciar. O fato querida e q qdo ele se sentiu menos do q eu, pq sou mais psicologicamente e financeiramente mais equilibrada q ele, ele foi procurar uma menos do q ele pra se sentir mais. Ele gosta de bancar o super herói e tem mania de grandeza. Só q qdo estava depressivo eu oferecia minha jugular pra ele. Qdo se sentiu maníaco de novo foi embora e eu fiquei como vítima de naufrágio. Se namorado não é o unico homem do mundo. Sai dessa enqto e tempo. Sugiro q vc procure livros e palestras de autoajuda e autoestima. Há ótimas palestras do Gasparetto e da Louise Hay principalmente se vc fala inglês. Ame a si mesma e deixe esse cara. Não se anule como eu fiz. Bjs

    • Ana says:

      Passo pela mesma situação.Prefiro me trancar no meu quarto do que interagir com meu pai,muito pessimista e castrador.Para ele nada que faço por conta própria é certo.Pior de tudo é que sou feliz,bem humorada,só vejo o lado bom das coisas mas muitas vezes me vejo deprimida e triste,sem forças para discutir meu ponto de vista das coisas.Fico muito feliz física e mentalmente quando me afasto do meu pai nem que seja para ficar no meu quarto,quieta comigo mesma.Eu e minha filha de 15 anos nos completamos,vivemos uma vida feliz,conversamos,damos risadas,fazemos planos mas com ele não se pode compartilhar é como se ele apagasse nossa luz.

      • Helen says:

        Eu também tenho um pai com estas características. Na minha situação ele também descarrega todos os problemas do trabalho em casa, como se fosse uma cobrança por nossa culpa. É muito triste pq não conseguimos ter um diálogo familiar, ele sempre é o correto onde a palavra final sempre é a dele. Ele só sabe criticar nossa família, e faz previsões negativas quando vamos assumir algum compromisso. Os amigos e familiares nem fazem ideia desse genio complicado e dificil dele, pq meu pai parece ser outro com pessoas de fora. Minha mãe sofre muito, e não consegue tomar alguma atitude, pq ela tem depressão. Ela chora quase todos os dias por isso, e eu sofro ver ela desse jeito. Ja dei vários concelhos mas nao sou ouvida por ela, espero que algum dia passe, que ele possa melhor este seu jeito “sanguessuga”…

  2. Ângela says:

    Suga toda minha energia. Chego ao ponto de não ter força física . Tento me livrar ,parece fácil. …mas me aprisiona. Me sinto condena. Como num “corredor da morte”.

  3. Liz says:

    Pior quando a sanguessuga é a minha mãe, ela reclama da vida o dia todo, faz drama por tudo, se for comer fora independentemente do lugar, vai dizer que a comida é ruim e ela faria melhor. Espero poder me distanciar em breve

  4. Tata says:

    Nossa…assustador.. Fui casada por 5 anos, tive uma filha e meu ex marido era sanguessuga demais…. Adquiri síndrome do pânico…. Ele me fez sentir a pior pessoa do mundo… Saia pra farra e me deixava só.. Mas qd percebia que eu ficava nervosa, fazia coisas amorosas….. Hj nos separamos mas ele brincou muito com meu emocional e hj está noivo….. E por incrível que pareça, fiquei triste em saber isso, mas bola pra frente

  5. Waldìvia Ambrosio Leite Ito says:

    Amei o seu artigo, e a ênfase dada à premissa, de que ” O homem nasceu para ser feliz “, é minha parte preferida. È com base nesta premissa que tenho feito o indizível para ser feliz. É muito difícil ter passado ou passar por esta vida, sem ter conhecido alguém com estas características, com certeza, em algum momemento da vida, a maioria dos mortais se há deparado com um sanguessuga, seja no seu entorno familiar, ou fora dele, muitos até mesmo no seu ambiente laboral.

    • Nathalia Paccola Nathalia Paccola says:

      Olá Waldivia, tudo bem?
      Durante o tempo em que escrevi esse texto para hoje, refiz algumas considerações inclusive sobre a passagem: “o homem nasceu para ser feliz”. Acredito que me equivoquei, vamos ponderar e refletir, na realidade penso que o homem nasceu para evoluir e não para ser feliz. O que acha? Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *