Imagem

Por que os cafajestes são tão atraentes?

(Flávio Gikovate)

Os malandrões e conquistadores ousados, os que chegam dizendo-se apaixonados e prometendo mundos e fundos, despertam o entusiasmo erótico com uma facilidade incrivelmente maior do que os homens mais recatados, sutis e educados. Estes morrem de inveja dos sedutores porque não conseguem agir da forma mentirosa e invasiva com que eles abordam suas “presas”. Os melhores invejam os piores – um paradoxo que deriva do sucesso deles nesta área tão relevante!

Os cafajestes são atraentes principalmente para as moças mais bem comportadas; porém, por força de sua atitude insistente acabam atiçando a vaidade até mesmo daquelas que têm um caráter mais parecido com o deles: as mais ousadas também ficam fascinadas com o modo irreverente e desrespeitoso do paquerador ostensivo, que demonstra óbvio interesse sexual e o “disfarça” em entusiasmo romântico. Sua conversa soa como música aos ouvidos daquelas que preferem reconhecer a si mesmas como mais românticas e voltadas para a busca de vínculos estáveis.

Estas moças acabam caindo na mesmo armadilha inúmeras vezes. Ou são muito tolas e não aprendem com a experiência ou então querem mesmo é uma aventura erótica sem compromissos, mas não conseguem ser sinceras consigo mesmas. Prefiro a segunda hipótese. Acontece que até mesmo o fascínio erótico tende a conduzi-las à busca de relacionamentos duradouros. Ao aceitarem a abordagem – altamente excitante – destes homens que parecem estar loucos por elas, viverão a aventura sexual apesar dos riscos de envolvimentos maiores.

Serão salvas de alianças afetivas indesejáveis graças ao comportamento dos cafajestes que só queriam mesmo é sentir o prazer da conquista, o gosto de tê-las enganado. No dia seguinte não telefonam para elas; e nem nos dias que se seguem. Esperam que elas corram atrás deles da mesma forma que, antes da conquista, eles o fizeram – é uma vingança. E elas costumam fazê-lo. Não se conformam com a rejeição e a humilhação; sofrem muito com o descaso. Mostram-se surpresas quando lhes acontece o que era mais do que previsível. Demoram semanas para se recuperar. Prometem nunca mais repetir o mesmo erro. Mas os dias se passam e lá estão elas caindo na mesma cilada.

Enquanto isso, eles, nas mesas dos bares, abraçados com os amigos, se vangloriam…

(Flávio Gikovate é médico-psiquiatra, psicoterapeuta, conferencista e escritor. Atualmente apresentando o programa “No Divã do Gikovate”, na rádio CBN, e dedicando a maior parte do tempo à clínica)

Compartilhar

12 thoughts on “Por que os cafajestes são tão atraentes?

  1. Acredito q mts mulheres não caem na lábia splesmente. Elas querem demonstrar q podem ter esse trunfo de mudar alguém,por interesse a elas.Talvez como um jogo,onde ela tente reveter este quadro e ganhar. Mmo pq ninguém quer sofrer pq gosta,ou errar pq quer.Além do que em se tratando de amor,não há matematica.HA SENTIMENTOS
    Q MTS VZ NAO SAO CORRESPINDIDOS

    • Fábio says:

      É o mais antigo jogo do mundo, Sedução X Ilusão. A mulher usa a sedução para tentar mudar e moldar a pessoa ao seu gosto, mas quando consegue, perde a graça e o larga sem dó nem piedade; e se o cara se matar, tanto melhor: ela se sentirá a mais gostosa do bairro ou da cidade. Os cafajestes sabem disso e fazem mudanças “ensaiadas” até conseguir o que quer: sexo, mas caem fora ao menor sinal de apêgo, porquê já sabem onde isso vai dar.

      • Sol says:

        Concordo contigo, Fábio. Não generalizando, obviamente, mas a situação que tu expôs ocorre frequentemente…
        A mulher tem a “necessidade” de moldar aquele homem com “desvio de conduta”. Podemos fazer uma analogia com os vários pedidos de relacionamento que surgiram ao assassino serial de Goiânia, Tiago Henrique Gomes da Rocha. Não foram 5 nem 10 mulheres que demonstraram interesse e pediram para vê-lo na prisão. Segundo entrevista com um psiquiatra, que agora não lembro o nome, ocorre nesses casos o que tu descreveu acima. Abraço.

    • MiKy says:

      Mais uma que gosta de si enganar…
      Se são capazes de olhar no espelho e enganar a si mesmas com essas palavras, não reconhecendo essa fragilidade…
      Então tudo bem, será perda de tempo procurar ajuda profissional!

  2. Diogo says:

    O cenário da atração vem mudando ao longo dos dias certo?Acredito que está mais fácil fazer com que a mulher se sinta em vantagem mesmo o cara sendo cafajeste.No fundo é isso que elas querem,só que agora com mais requinte,elegância,humor ou seja não sou boa pinta e estou acima do peso,mas você é a única que me chamou a atenção,sei lá por aí vai!

  3. Anna says:

    Achei o cúmulo do machismo chauvinista dizer que as mulheres enganadas por cafajestes (muitas vezes patológicoos) na verdade queriam ser enganadas!
    É tão ridículo como justificar um estupro dizendo que a vítima queria ser estuprada por e estar usando uma saia curta!
    Sempare a falta de caráter masculino sendo justificado pelas atitudes femininas…
    O homem se portando com bestialidade mas a culpa é da mulher que no fundo “pede” por isso… Artigo lamentável.

    • Fábio says:

      Seu comportamento é chamado de RECALQUE. tem inveja implícita do pênis masculino (de ter um) e por isso expele todo esse ódio ao masculino. Não admite que gosta de cafajestes por mêdo ou por ser talvez feia demais e não despertar interesse neles . Seu pai é um mal caráter? porque ele é homem!

  4. maryah says:

    O fato é que mulheres independentes, falo financeiramente ou até mesmo desprovida de confiança e afetividade à um homem. Adora homens cafajeste, não vão ficar no pé, não tem necessidade de apresentar pra ninguém ( convenhamos não é interessante) somente desejos de um dia / noite ou só finais de semana e nada mais.

    • Pra que apresentar pra família e afins?
      Se são cafajestes, nós também somos, é um jogo, somente isso, não queremos casar com eles, apenas nos divertirmos! Não somos burras!
      Há homens para se divertir! eles servem para isso…e há homens para namorar, casar ter filhos, constituir família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *